31 de dez de 2014

OS 12 MAIORES SEGREDOS DA VIDA ESQUECIDOS PELA HUMANIDADE

Nenhum comentário:
1. ESQUECEMOS NOSSO LUGAR NO MUNDO NATURAL

Nos últimos cem anos nós nos desconectamos da Natureza. Exploramos,
destruímos, consumimos e tentamos controlar a natureza para apaziguar nossa
loucura gananciosa e egoísta. Tentamos nos distanciar do ciclo natural da vida.
Esquecemos como escutar e entender os ritmos naturais e ciclos da terra, seus
sinais e linguagens. Esquecemos de seguir seu caminho e viver de acordo com
ele.

2.ESQUECEMOS NOSSO CONEXÃO COM A VIDA E O COSMOS

Ao nos desconectar com a natureza, esquecemos que somos profundamente
ligados a ela e aos ciclos do Universo. Algumas tribos que se situam além dos
limites da 'civilização' e ainda seguem caminhos ancestrais, preservaram essa
conexão com respeito e reverência. Nós por outro lado, incutimos um senso de
separação que nos levou ao desequilíbrio e a enfermidade. Esquecemos que toda
consciência está interconectada e entrelaçada em uma bonita e delicada dança.
3. ESQUECEMOS NOSSA SABEDORIA ANTIGA

Esquecemos nossa sabedoria ancestral. Na busca de adquirir conhecimento
científico através da racionalização da nossa mente, esquecemos da obtenção de
sabedoria através da abertura do coração, do sentir. Esquecemos de histórias
ancestrais e sabedoria popular transmitidas por visionários e sábios da
antiguidade, que viveram em harmonia com o Universo.
4. ESQUECEMOS NOSSO CAMINHO E NOSSOS SONHOS

Ao nos afastarmos do nosso caminho interior esquecemos de sonhar o sonho da
vida. Mais importante, esquecemos de despertar naquele sonho e vislumbrar
nossa real natureza enquanto co-criadores da vida, sonhadores. Temos o poder
de sonhar e utilizar o poder da nossa intenção para direcionar e manifestar esses
sonhos.
5. ESQUECEMOS NOSSO PROPÓSITO

Com muito papo, barulho e distração nesta densa realidade esquecemos o que
viemos fazer aqui, nosso propósito. Estamos presos nesse absurdo transe de
realidade consensual fabricada. Perdemos nossa autenticidade de vista, aquela
centelha interior que nos dirige em direção à nossa felicidade e auto-realização.
Esquecemos que estamos aqui para nos realizar enquanto seres espirituais
encarnados em um corpo físico, imersos em um Universo miraculoso.
6. ESQUECEMOS QUE TUDO É AMOR

Este é provavelmente o maior mistério de todos que apenas alguns visionários
chegaram a entendê-lo como uma verdade abrangente. Porém ela está
escondida em algum lugar no fundo do nosso ser. Nós a conhecíamos até certo
ponto, mas perdemos o contato. Esquecemos que no fundo tudo é energia e
consciência e que o Amor é a fábrica fundamental da existência, que corre
através de tudo o que existe.
7. ESQUECEMOS DE PERDOAR

Ao sermos levados a acreditar que estamos separados e desconectados uns dos
outros, esquecemos de perdoar. Em seu significado mais profundo, perdão é o
ato de relembrarmos que somos Um com tudo e todos e que não há vítima ou
algoz. Estamos todos juntos, nos movendo nesta teia dinâmica que chamamos
Vida.
8. ESQUECEMOS DE SER LIVRES

Lembre-se todo dia: Fomos criados para sermos livres.
Fomos nascidos e criados em uma 'realidade' onde liberdade é só um conceito.
Fomos encarcerados nos grilhões do medo, equívocos, falsas ideologias,
recompensas materiais e mantidos reféns de leis e regras estabelecidas para
salva-guardar os interesses de poucos. Fomos levados a esquecer que somos
livres agente de mudança. Somos livres para ser quem somos, sem medo ou
culpa.
9. ESQUECEMOS NOSSO PODER REAL

Vivendo com medo, nos fez esquecer o quão poderosos somos. Esquecemos a
força massiva do nosso querer e intenção para mudar nossa realidade. Fomos
hipnotizados como sonâmbulos, só reagindo a estímulos externos como robôs.
10. ESQUECEMOS LIÇÕES DE NOSSA HISTÓRIA

Se tem uma coisa que a história nos ensinou é o quão rápido esquecemos suas
lições. Repetimos sempre os mesmos erros, emperrados nos mesmos padrões
de ganância e auto-destruição. Não podemos ser culpados pessoalmente pelos
erros cometidos pela humanidade no passado, mas temos a responsabilidade
enquanto indivíduos de nos lembrar dos enganos passados, ultrapassá-los e
transmiti-los à consciência coletiva.
11. ESQUECEMOS DE SER SIMPLES

A vida humana se torou mais complexa e complicada. Nos seduzimos pela sede
de ter mais, e não pelo poder de ter menos. Esquecemos de ser simples e do
significado de simplicidade. A vida é simples realmente. Simplicidade significa
descartar coisas não essenciais e idéias que embaralham a visão do nosso
propósito na vida e outras verdades que esquecemos.
12. ESQUECEMOS DE CONFIAR, ACREDITAR E NOS DESLUMBRAR

Perdemos nosso encantamento com o mundo. Esquecemos de nos deslumbrar
com o milagre da vida. Não nos maravilhamos mais com a majestade da
Natureza, do Universo. Nosso ceticismo e visão cínica do mundo nos fez perder a
confiança em nós e na magia do Universo. Esquecemos como acreditar. Talvez
seja a maior tragédia de todas. Enfraqueceu nosso espírito e empobreceu nossa
alma.

Thiago Santos

30 de dez de 2014

A religião é para os que dormem. A espiritualidade é para os que estão despertos.

3 comentários:
A religião não é apenas uma, são centenas. A espiritualidade é apenas uma. 
A religião é para os que dormem. A espiritualidade é para os que estão despertos.
religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o
que fazer, querem ser guiados. A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.
A religião tem um conjunto de regras dogmáticas. A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, questionar tudo.
A religião ameaça e amedronta.A ESPIRITUALIDADE te dá Paz Interior.
A religião fala de pecado e de culpa.A ESPIRITUALIDADE te diz: “aprende com o erro”.
A religião reprime tudo, te faz falso.A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
A religião não é Deus. A ESPIRITUALIDADE é TUDO E, portanto, é Deus.
A religião inventa.A espiritualidade descobre.
A religião não indaga nem questiona. A espiritualidade questiona tudo.
A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.
A religião é causa de divisões. A espiritualidade é causa de União.
A religião te busca para que acredites. A ESPIRITUALIDADE, você tem que buscá-la.
A religião segue os preceitos de um livro sagrado. A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.
A religião se alimenta do medo. A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
A religião faz viver no pensamento. A espiritualidade faz Viver na Consciência.
A religião se ocupa com fazer. A espiritualidade se ocupa com Ser.
A religião alimenta o ego.
A espiritualidade nos faz Transcender.
A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.
A religião é adoração. A espiritualidade é Meditação.
A religião sonha com a glória e com o paraíso. A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
A religião vive no passado e no futuro. A espiritualidade vive no presente.
A religião enclausura nossa memória. A espiritualidade liberta nossa Consciência.
A religião crê na vida eterna. A ESPIRITUALIDADE NOS torna conscientes da vida eterna.
A religião promete para depois da morte. A ESPIRITUALIDADE é ENCONTRAR DEUS EM NOSSO INTERIOR DURANTE A VIDA


Dóda o mensageiros do amanhãcer

O dia em que o mundo não acabou no Calendário Maia

Nenhum comentário:
O dia em que o mundo acabaria para muitas pessoas. Assim ficou marcado para alguns o 21 de dezembro de 2012, por conta do encerramento de um longo ciclo do calendário maia, o "13 Baak t'un", que havia então começado há 5125 anos. Contudo, como se pode ver, ainda estamos aqui para ler este texto, e o mundo parece ter seguido o seu curso. Por causa dos rumores de que o mundo iria acabar, cientistas e até a agência espacial norte-americana, a Nasa, divulgaram que não havia nada que indicasse que o fim do mundo estava a caminho, como por exemplo um grande asteroide que pudesse destruir a Terra.
Enquanto alguns esperavam um cataclismo mundial e teve gente que até se escondeu em abrigos, comunidades maias em Belize, México, Guatemala, Honduras e El Salvador interpretaram a data como um dia de celebração e transformação, em que um novo ciclo estava começando. De acordo com os especialistas, os maias não faziam uma contagem linear do tempo, mas circular.

http://www.seuhistory.com/

29 de dez de 2014

TEM CAROÇO NESSE ANGU. GEORGE SOROS ESTÁ SE ENTUPINDO DE AÇÕES DA PETROBRAS

Nenhum comentário:
Enquanto grandes fundos dos Estados Unidos reduziram nos últimos meses as apostas em papéis da Petrobrás, um grande investidor está indo na direção contrária, o bilionário George Soros. Desde o começo do ano ele vem aumentando as compras de ações da empresa brasileira e no último trimestre dobrou a quantidade de papéis em suas carteiras.
Soros fechou o terceiro trimestre com 5,1 milhões de ações e opções de compras da Petrobrás. No período anterior, ele tinha 2,4 milhões de papéis, também acima dos 2 milhões do primeiro trimestre, de acordo com dados enviados pela Soros Fund Management, que administra cerca de US$ 28 bilhões, para a Securities and Exchange Commission (SEC, que regula o mercado de capitais norte-americano). Pelas regras dos Estados Unidos, os fundos precisam informar à SEC a cada trimestre como estão suas carteiras no fechamento do período, com a quantidade de ações e as empresas em que investem.
Já outros grandes fundos dos EUA têm vendido ações da Petrobrás. A Millennium Management, que administra cerca de US$ 22 bilhões, reduziu sua exposição em 86% no terceiro trimestre comparado com o segundo período de 2014. A Discovery Capital, que faz a gestão de US$ 15 bilhões, cortou em 28%, e a D.E. Shaw, com recursos de US$ 34 bilhões, em 9%.
Outros fundos foram ainda mais radicais. A AlphaBet Management, que agora se chama Saiers Capital e administra US$ 2 bilhões, zerou a posição. A Arrowstreet Capital, que faz a gestão de US$ 25 bilhões, também se desfez dos 1,1 milhões papéis da petroleira, segundo os dados da SEC compilados pelo site especializado em fundos de hedge InsiderMonkey.
Os American Depositary Receipts (ADRs), recibos que representam ações da Petrobrás e são negociados na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês) acumulam queda de 50% este ano. Uma série de notícias negativas nos últimos meses tem ajudado a provocar estas perdas. Entre elas, as denúncias de corrupção na empresa, prisão de executivos da companhia e de prestadoras de serviços, falta de divulgação do balanço do terceiro trimestre, alto endividamento e a queda do preço internacional do petróleo.
Na avaliação dos analistas de petróleo do Credit Suisse, Andre Sobreira e Vinicius Canheu, a Petrobrás já quebrou uma série de promessas feitas aos investidores e é crucial, para restaurar a confiança, que a empresa apresente números e metas confiáveis e que as investigações das denúncias tenham resultados concretos, escrevem em um relatório a investidores.

 LEIA TAMBÉM:

ARMÍNIO FRAGA: EX-DIRETOR DE GEORGE SOROS, O HOMEM QUE SÓ LUCRAVA COM A DESGRAÇA DO BRASIL.

http://pocos10.com.br/?p=17401

28 de dez de 2014

O Homem e a Mulher – O Animus e a Anima

Um comentário:


“Se o homem integra sua Anima ele desenvolve: Desenvolve a capacidade de sentir o que se passa no outro ser humano, desenvolve a retidão de caráter, a ponderação no julgamento, a sensibilidade em lidar com o outro, o senso de Justiça, a polidez, a gentileza, liberta o sentir, a criatividade, a capacidade de ouvir, a integração com a família, a capacidade de liderança, encontra um sentido para a vida, respeito e devoção pela mulher, o interesse pela ecologia.
Se a mulher integra seu animus ela desenvolve: Capacidade de concentração, capacidade de agir, pensamento claro, equalizar a simpatia e a antipatia, não se deixar subvalorizar, tornar-se mulher e não mãe, torna-se forte mas não “machona”, raciocínio lógico, objetivar sentimentos e não se deixar levar por ele, compreender o Homem de maneira mais abrangente, ter metas e aspirações e conseguir trazê-las para terra, a capacidade de controlar a fala e não ser fofoqueira, a capacidade de manter-se neutra e não criar conflitos, capacidade acolher e cuidar do outro, compreensão mais ampla de seu papel e a doação para família, a força do discernimento diferenciando o real da fantasia.”

O Homem e a Mulher

Com o conhecimento dos arquétipos, podemos entender como isso é na vida real, como essas diferenças se apresentam no dia a dia em cada um de nós, cada homem deve ter em si um Marte e cada mulher deve ter em si uma Vênus, a essência de cada um de nós esta justamente nesses arquétipos. Mas não só em nós mora esses arquétipos mas também em nossas relações, sejam elas eróticas ou não. Todo relacionamento deve ter em vários momentos forças de Marte e Vênus.
As diferenças entre o Homem e a Mulher chegam inclusive no âmbito biológico.

homem e mulher 1

Também na fisiologia íntima existem diferenças entre o homem e a mulher, o homem possui um quantidade maior hemácias no sangue e dentro das hemácias encontramos a hemoglobina que é a proteína portadora do ferro, ou seja, o homem tem mais ferro no organismo, para elucidar a explicação, vamos pegar como exemplo uma pessoa que esta anêmica, quando isso acontece, falta a vontade de atuar, a pessoa se sente fraca. Falta ferro que é o elemento de Marte o símbolo do masculino, entre tanto para administrador dosagens de ferro para um paciente anêmico, é necessário que junto a isso seja receitado o cobre, porque é esse elemento que faz um receptáculo para que o ferro seja absorvido pelo organismo, e a mulher tem uma quantidade maior de cobre no sangue, ou seja, homens possuem fisiologicamente maior propensão a atuação, e mulheres ao acolhimento.
O ferro quando queimado produz luz, o cobre quando queimado produz calor. Completando o quadro interior:

homem e mulher 2

Na vida embrionária também é possível observar o jogo dessas duas forças. O sistema genito-urinário, é o único sistema que depois se diferencia, enquanto no homem certas partes se desenvolvem, suas equivalentes no sexo feminino se atrofiam.
Por sua natureza biológica já conseguimos entender que o homem é mais voltado para pensar e o agir e a mulher para o sentir.
A expressão artística nos mostra isso, o homem sempre foi representado por episódios de luta e embate e mulher sempre pela beleza, com um filho no braço ou com instrumentos musicais.
Os contos de fadas também ilustram esse papel masculino, do lutador, do “mocinho”, daquele que salva a donzela, e a mulher sempre representada como a frágil princesa, a musa inspiradora, aquela por quem o príncipe é capaz de todas as façanhas.
Esse arquétipo que foi muito usado no “amor cortês”, que foi um conceito europeu medieval de atitudes, mitos e etiqueta para enaltecer o amor, e que gerou vários gêneros de literatura medieval, incluindo o romance. Ele surgiu nas cortes ducais e principescas das regiões onde hoje se situa a França meridional, em fins do século XI. Em sua essência, o amor cortês era uma experiência contraditória entre o desejo erótico e a realização espiritual, “um amor ao mesmo tempo ilícito e moralmente elevado, passional e auto-disciplinado, humilhante e exaltante, humano e transcendente”.
No decorrer da história da humanidade esse arquétipo foi se perdendo, a revolução industrial, o feminismo, foram formatando novas formas de relacionamento onde no momento atual encontramos em muitos casos a inversão de papéis, que refere-se justamente a esse imagem mais essencial que cada um de nós carrega sobre o feminino e o masculino.

Animus e Anima

Podemos falar também sobre essas forças dos arquétipos dentro de nós, que foram denominadas por Jung como: Anima e o Animus, o arquétipo da anima (termo em latim para alma),constitui o lado feminino no homem, e o arquétipo do animus(termo em latim para mente ou espírito), constitui o lado masculino na psique da mulher. Ambos os sexos possuem aspectos do sexo oposto, não só biologicamente, através dos hormônios e genes, como também, psicologicamente através de sentimentos e atitudes.
Sendo a persona a face externa da psique, a face interna, a formar o equilíbrio são os arquétipos da anima e animus. O homem traz consigo, como herança, a imagem de mulher. Não a imagem de uma ou de outra mulher especificamente, mas sim uma imagem arquetípica, ou seja, formada ao longo da existência humana e sedimentada através das experiências masculinas com o sexo oposto.
Cada mulher, por sua vez, desenvolveu seu arquétipo de animus através das experiências com o homem durante toda a evolução da humanidade, ou seja, todo homem tem dentro de si uma Anima e toda mulher tem dentro de si um Animus, aquilo que na fase lemúrica era unido fisicamente encontramos no homem moderno uma parte como expressão física, e a outra como algo que temos que buscar o equilíbrio, desenvolver e integrar, para tornarmo-nos novamente unos no decorre da biografia, mas antes que isso aconteça, na época da adolescência quando desperta pela primeira vez a imagem da Eva e do Adão  dentro do indivíduo até aproximadamente 28 anos, como não somos “inteiros” buscamos no outro aquilo que em nós ainda não existe, e aí começa o duro caminho do relacionar-se.
Três fenômenos ocorrem relacionamentos de pessoas que ainda não estão integradas, e por muitas vezes levando-os inclusive para o fim:
O espelhamento - O outro é para mim como que um espelho, encontro comigo mesmo na alma do outro. “Não consigo mais viver sem ele”, é um exemplo claro de espelhamento, sem a individualidade do outro não consigo me reconhecer.
A projeção: A imagem ideal feminina ou masculina que mora dentro de nós é projetada no parceiro, que sendo de carne e osso, jamais consegue corresponder à imagem ideal.
A transposição: Uma imagem condicionada de pai, mãe, amante, amor platônico, ideal, que nunca foi confrontado com a realidade, que nunca foi efetivamente vivido, que permanece como imagem ideal positiva que se transforma em um verdadeiro fantasma no relacionamento (Dona Flor e seus dois maridos), gerando uma expectativa sobre o parceiro além da possibilidade humana.

A integração do Animus e da Anima

À partir dos 28 anos começa na biografia a necessidade interna da integração, a mulher começa a sentir necessidade de integrar seu animus, que significa, ter o pensar mais assertivo, força na ação, trazer para o mundo seus desejos, e homem começa ter necessidade de expressar mais os seus sentimentos, tem vontade de ficar mais com a parceira e tem vontade de compartilhar.
Agora é a fase da individuação da alma, onde eu começo a percorrer o caminho para tornar-me um indivíduo inteiro capaz de compartilhar com o outro.
Agora começamos a lutar com antigas normas, “homem não chora”, “você não pode depender de seu marido” , etc.

As características positivas da anima:

O calor nos sentimentos
A capacidade de amar
Atribuir significados mais profundos e humanos
Compadece-se com o sentimento alheio
Cuidar
Ouvir
Criatividade
Beleza
Leveza
Senso estético
Religação com o espiritual

As características positivas do animus:

Força de iniciativa
Força de ação
Falar
Pensamento claro
Raciocínio lógico
Concentração
Cumprimento de metas, aspiração
Lutar
Empreender o novo
Força do discernimento

Se o homem integra sua Anima ele desenvolve:

Desenvolve a capacidade de sentir o que se passa no outro ser humano
Desenvolve a retidão de caráter
A ponderação no julgamento
A sensibilidade em lidar com o outro
O senso de Justiça
A polidez
A gentileza
Liberta o sentir
A criatividade
A capacidade de ouvir
A integração com a família
A capacidade de liderança
Encontra um sentido para a vida
Respeito e devoção pela mulher
O interesse pela ecologia

Se o homem não integra sua anima ele se torna:

Excessivamente agressivo
Vingativo
“Embruxado”
Emotividade inferior, fala-se de uma alma endurecida
Excessivamente “palhaço”, não leva nada a sério
Não respeita a mulher
Torna-se um mal caráter
Não consegue ponderar as coisas
Torna-se grosseiro
Não é criativo
Não tem modos, vira uma “mulher bem vulgar.”
Torna-se materialista, não consegue ver o lado espiritual das coisas
Pode tornar-se um alcoólatra ou adicto em drogas como cocaína
Torna-se machista, acha que a mulher merecer ser punida.
Torna-se fraco e sem vontade, dependente da mulher
Unilateral, com uma bitolação no pensamento
Não consegue se comprometer com nada na vida
Não sustenta promessa

Se a mulher integra seu animus ela desenvolve:

Capacidade de concentração
Capacidade de agir
Pensamento claro
Equalizar a simpatia e a antipatia
Não se deixar subvalorizar
Tornar-se mulher e não mãe
Torna-se forte mas não “machona”
Raciocínio lógico
Objetivar sentimentos e não se deixar levar por ele
Compreender o Homem de maneira mais abrangente
Ter metas e aspirações e conseguir trazê-las para terra
A capacidade de controlar a fala e não ser fofoqueira
A capacidade de manter-se neutra e não criar conflitos
Capacidade acolher e cuidar do outro
Compreensão mais ampla de seu papel e a doação para família
A força do discernimento diferenciando o real da fantasia

Se a mulher não integra o animus ela se torna:

Vulgar
“Machona”, disputa tudo com o homem
Fria e dura
Perde a sensibilidade
Tem sempre o sentimento de ser injustiçada porque se compara ao homem
Tem opiniões pré fixadas
Mãe autoritária
Excessivamente regrada, transforma a casa em um quartel general
Excessivamente dependente do marido e dos filhos
Muito fantasiosa chegando ao histerismo
Medo de tudo e de todos
Busca constante proteção
Quer disputar o tempo inteiro
Excessivamente julgadora
Aproxima-se sempre de homens mais frágeis para poder ser a “comandante” da situação

As relações

Não vou enfocar aqui o aspecto erótico, e sim a questão de como nos relacionamos no dia a dia e o que isso tem haver com a integração.
Nos relacionamentos atuais, homem e mulher, filho e mãe, empregado e empregador, chefe ou subordinado, encontramos as “sombras” que surgem da falta de consonância dessas duas forças: Marte e Vênus ou Homem e Mulher.
Diante da discussão de um tema, da aparição de um problema, normalmente entramos em áreas de conflito, a integração dessas forças por nós é o que permite relações harmoniosas. Isso no dia a dia significa:

homem e mulher 3

Quando algo tem que ser expressado, devemos fazer uso dessas duas forças para que algo novo possa ser construído:

Vênus – Amor / Marte – Verdade

Amor e Verdade constroem
Amor sem Verdade é falso
Verdade sem Amor é duro
Falta de Amor e Verdade destrói

Como Cultivar a Anima e o Animus

Como cultivar a Anima:
  • Exercitar a parceria nas relações, se dispor a trabalhar em equipe.
  • Se colocar a serviço do outro
  • Cuidar dos filhos ou de crianças
  • Praticar atividade artística
  • Buscar o espiritual
  • Cultivar a fantasia ativa – experimente escrever para sua anima.
  • Cultivar a religiosidade
  • Procurar o encontro com seu Eu
  • Cuidar da casa
  • Fazer trabalhos manuais
  • Fazer atividades lúdicas – brincar
  • Cantar ou dançar
  • Fazer atividades que exijam paciência.
Como cultivar o Animus:
  • Exercitar a parceria nas relações, se aproximar verdadeiramente das pessoas.
  • Promover a organização da casa, do trabalho, da agenda.
  • Buscar a realização profissional
  • Buscar o espiritual
  • Estudar ciência, matemática, filosofia, história
  • Cultivar a fantasia ativa – experimente escrever para seu animus
  • Procurar o encontro com seu Eu
  • Trabalhar com a terra
  • Estudar de forma sistemática
  • Trabalhar com atividades que exijam prazo
  • Iniciar um projeto pessoal por menor que seja

http://www.antroposofy.com.br/wordpress/o-homem-e-a-mulher-o-animus-e-a-anima/#sthash.QeovIJSH.dpuf

27 de dez de 2014

Exoplanetas desafiam teoria sobre órbitas planetárias

Nenhum comentário:
A teoria planetária dominante, segundo a qual os planetas sempre orbitam em torno de seu Sol na mesma direção, imitando a rotação da própria estrela, foi questionada pela descoberta de novos exoplanetas, afirmaram astrônomos esta terça-feira.

"Esta é uma verdadeira bomba que lançamos no campo dos exoplanetas", afirmou o astrônomo Amaury Triaud, do Observatório de Genebra, referindo-se aos planetas situados fora do Sistema Solar.

A equipe de Triaud anunciará suas descobertas em uma reunião, esta semana, da Royal Astronomical Society (RAS), em Glasgow, Escócia. Sua ideia revolucionária se baseia na descoberta de nove novos exoplanetas, o que eleva o registro destes a 452 desde que o primeiro foi descoberto, em 1995. No entanto, estes últimos são especialmente úteis, pois não foram descobertos indiretamente pelo cálculo da atração gravitacional que sofrem do Sol, mas porque passaram diretamente na frente dele.

Estes eventos de "trânsito", raramente capturados, são muito aguardados, porque podem fornecer muito mais informações sobre o planeta. Mas, depois de comparar os novos resultados com as observações anteriores dos exoplanetas em trânsito, Triaud e seus colegas astrônomos, Andrew Cameron e o veterano caçador de exoplanetas Didier Queloz, ficaram assombrados.

Eles descobriram que seis dos 27 exoplanetas que eles vinham estudando orbitavam na direção oposta à de sua estrela quente.

A grande hipótese sobre a origem planetas é que eles são aglomerações de um disco de poeira e gás que orbitam uma estrela jovem e se movem na mesma direção da própria rotação da estrela.

"Os novos resultados realmente contestam o senso comum de que os planetas sempre orbitam na mesma direção em que suas estrelas giram", resumiu Cameron, da Universidade de Saint Andrews, em Edimburgo.

Os planetas em trânsito são chamados "Júpiteres quentes" por terem massa similar ou maior do que a de Júpiter. Ao contrário do nosso Júpiter, que circunda o sol a uma grande distância, os Júpiteres quentes são encontrados muito próximos a seus sóis, algumas vezes ao ponto de se queimarem.

Até agora, acreditava-se que estes planetas se formassem a partir de materiais distantes da estrela quente e que, gradativamente, migravam para uma órbita mais próxima como resultado da interação gravitacional entre a estrela e o disco proto-planetário.

Como estes Júpiteres quentes "renegados" vieram a existir também contesta esta teoria. Segundo os astrônomos, autores da descoberta, é possível que, em seu estágio inicial, estes planetas tenham sido pegos em um "cabo de guerra gravitacional" com planetas distantes ou até mesmo estrelas vizinhas.

Como resultado, o exoplaneta teria sido puxado para uma órbita inclinada ou alongada. Finalmente, devido a um fenômeno denominado "fricção das marés", ele teria sido 'enganado' pela estrela, preso em uma órbita estranha e inclinada próxima dela.

Outra questão levantada pelos especialistas é o que isto significa para as esperanças de se encontrar outra Terra: um planeta pequeno, rochoso, onde nem é muito quente, nem muito frio, mas com temperatura perfeita para que a água possa existir em estado líquido.

Acredita-se que o Júpiter do nosso Sistema Solar desempenhe um papel protetor, com sua imensa massa interpondo-se à colisão de cometas ou asteróides vagantes que poderiam atingir os pequenos e vulneráveis planetas rochosos próximos do sol, como o nosso.

Os novos Júpiteres quentes retrógrados, ao contrário, seriam assassinos e não guardiões. Essencialmente, seriam como uma bola gigante em um jogo de bilhar espacial, varrendo qualquer planeta menor dos arredores enquanto circulam.

"Um efeito colateral dramático deste processo é que poderia varrer qualquer outro planeta menor semelhante à Terra nestes sistemas", disse Queloz, que também trabalha no Observatório de Genebra.

As descobertas, feitas graças ao Observatório Europeu Austral, um telescópio gigantesco de 3,6 metros, instalado em La Silla, Chile, foram apresentados a publicações científicas.

http://noticias.terra.com.br/

26 de dez de 2014

TRIBUTO A MANÉ GARRINCHA: O VERDADEIRO REI DO FUTEBOL, MAS UM GÊNIO ESQUECIDO!

Nenhum comentário:

A Copa do Mundo FIFA de 1962 foi a sétima edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol, que ocorreu de 30 de maio até 17 de junho. O evento foi sediado no Chile, tendo partidas realizadas nas cidades de Arica, Rancagua, Viña del Mar e Santiago. Dezesseis seleções nacionais foram qualificadas para participar desta edição do campeonato, sendo 10 delas europeias (União Soviética, Iugoslávia, Alemanha Ocidental, Itália, Suíça, Tchecoslováquia, Espanha, Hungria, Inglaterra e Bulgária) e 6 americanas (Chile, Brasil, Uruguai, Argentina, Colômbia e México).

As seleções da Bulgária e da Colômbia faziam sua primeira participação na competição. A edição teve duas grandes goleadas: Iugoslávia 5 x 0 Colômbia e Hungria 6 x 1 Bulgária, além do empate com o maior número de gols em Copas: União Soviética 4 x 4 Colômbia. A copa contou com grandes jogadores, como Djalma Santos, Vavá, Amarildo e Garrincha do Brasil, Viliam Schrojf e Josef Masopust da Tchecoslováquia e Karl-Heinz Schnellinger e Uwe Seeler da Alemanha Ocidental.

A grande campeã desta copa foi a Seleção Brasileira de Futebol que, como campeã da Copa anterior de 1958, não havia participado das eliminatórias pois já tinha vaga garantida. A seleção contou com muitos jogadores da Copa da Suécia, como Gilmar, Djalma Santos, Nílton Santos, Didi, Zagallo, Vavá, Pepe, Zito, Garrincha e Pelé. Na primeira partida do Brasil, o jogador Pelé, que neste ano viria a ser campeão mundial pelo Santos FC, marcou seu primeiro gol, mas se contundiu, não podendo continuar no campeonato; a partir deste ocorrido, muitos dizem que esta foi a "Copa de Garrincha", considerado pela maioria como o melhor jogador da Copa e o principal responsável pela conquista brasileira.




Jogo completo com narração das Rádios Bandeirantes e Nacional do Rio de Janeiro. Narradores: Jorge Curi e Oswaldo Moreira (Nacional), Pedro Luiz e Edson Leite (Bandeirantes). Apenas um trecho de alguns minutos não foi possível recuperar a narração original, mas o som do estádio está perfeito.
Como curiosidade os narradores cariocas narravam cada um em uma metade do campo, quando a bola atravessava o meio campo o outro assumia o microfone. Os narradores paulistas fizeram diferente: Pedro Luiz narrou o primeiro tempo e Edson Leite o segundo.
Existe uma lacuna de áudio entre os 15 e 30 minutos do primeiro tempo porque os originais da Radio Nacional foram perdidos e o disco lançado na época pela Radio Bandeirantes não tem a narração completa. 





O programa da TV Record, apresentado por Mylena Ciribelli e Cláudia Reis, mostrou uma reportagem de Jean Brandão com a memória de uma entrevista concedida por Mané Garrincha à emissora em 25 de janeiro de 1982, entrevista dada ao então repórter dela Flávio Prado, atual comentarista da Rádio Jovem Pan e apresentador da TV Gazeta de São Paulo.





Garrincha, melhor jogador de todos os tempos, ganhou duas copas do Mundo, 1958/1962, pelé deve muito a ele.



Reportagem especial do programa Grandes Momentos do Esporte em comemoração aos 75 anos de nascimento de Garrincha.




Quando os Gigantes Habitavam a Terra

Nenhum comentário:

Se for verificar os livros de história aprovados pelos governos, os únicos “gigantes” que irá ver serão os dinossauros.
Claro que os dinossauros existiram, assim como os Humanóides gigantes. Os “verdadeiros” cientistas referem-se a eles como os Nephilim – e não, eles não são uma farsa ou um produto de um concurso de fotografia.
Eu vejo pessoas à procura de termos relacionados no meu blog o tempo todo, portanto pensei em partilhar um novo artigo sobre uma fascinante e ainda completamente negada parte da história do Planeta Terra.
Qual a origem dos Nephilim? Bem, eles vieram de outros planetas ou de outras dimensões, é claro, mas “eles” não querem que se saiba porque tal conhecimento iria explodir com toda a sua versão pervertida de como é que nós, humanos, chegámos até aqui, e quando.
Seria quebrar a falsa realidade que fora construída com cuidado – de que as outras criaturas que vieram à Terra para controlar e escravizar criaram-nos para nos manter subservientes e ignorantes a respeito de quem realmente somos. Estou a falar dos reptilianos shape-shifters que só agora estão a escorregar do poder, que em breve serão completamente vencidos pelos guerreiros da liberdade e da Luz.
Vamos então falar dos Nephilim… que significa “bela criação.”
Como não existem fontes de informação irrefutáveis para além dos esqueletos, temos que especular sobre quem eles eram, quando chegaram, como eram fisicamente, e porque se foram embora ou qual foi a causa da sua morte. Talvez o que tenha erradicado os dinossauros tenha também afectado os Nephilim. Há quem sugira que tenha sido o grande dilúvio.
Aqui está uma teoria a respeito da origem dos Nephilim retirada de um fórum:
“Segundo o que se consta, os Nephilim são seres oriundos da união dos humanos e anjos. A base para isto vem da Bíblia Hebraica, em Gênesis 6:4, que diz: “Os Nephilim estavam na terra naqueles dias – e também depois – quando os filhos de Deus foram ter com as filhas dos homens e dai tiveram os seus  filhos. “Alguns levam isto literalmente, enquanto outros simplesmente acreditam que os” filhos de Deus “eram outrora os descendentes rebeldes de Seth, e as” filhas dos homens “eram os descendentes infiéis de Caim..”
Se você ler as informações e opiniões em vários sites, verá uma grande variedade de ideias sobre quem ou o que eram os Nephilim. Os mitos e lendas de diversas culturas falam de gigantes, portanto existem evidências de serem bem conhecidos no planeta.

Eram seres da Luz, ou das Trevas? Foram eles que abusaram do poder da humanidade apreciado no tempo da Atlântida e Lemúria? Foi a sua ganância, a busca incessante pelo poder e as suas experiências de manipulação genética que exigiam a destruição intencional dessas sociedades para lavar a sua feitiçaria maléfica do planeta?
Um dia vamos saber a verdade, mas por enquanto acho que é suficiente saber que o nosso passado não é o que nos têm dito; seres do espaço têm vindo ao nosso planeta por milhares de anos, e alguns deles ainda estão cá – tanto os positivos como os negativos.
251878_286540624802775_1605152021_n1-150x150Uma coisa que sabemos com certeza é o tamanho dos Nephilim. Os esqueletos escavados variam entre o mais alto dos humanos atuais até 36 metros de altura! Você pode ver na foto abaixo que o crânio por si só é maior do que um torso humano.
Desde que foram encontrados restos dos Nephilim em muitos lugares do globo, sugere-se que eles eram uma cultura generalizada.
LA Marzulli escreveu um livro, ” On The Trail of the Nephilim : Giant Skeletons and Ancient Megalithic Structures” que diz:
“Este pode ser o livro mais importante que escrevi até agora. Eu acredito que tem informação inovadora que liga o Nephilim da antiguidade ao mundo moderno. O que nós encontrámos no Peru foi chocante, eu acredito que foi a engenharia genética por anjos caídos há milhares de anos, e essas evidências estão no Peru. Acho que encontrámos a prova …”
Fosslized-tooth1-150x150Paula Harris, fotojornalista e repórter de investigação no domínio do fenómeno extraterrestre, estudou este assunto extensivamente, em particular os restos na Sardenha, Itália, onde o dente que está na foto foi encontrado.
Ela partilha informações a partir do seu contacto lá:
Luigi contou-me sobre os túmulos e os artefatos de gigantes (seres altos de 15 metros) que viviam na Sardenha há milhares de anos. Ele disse-me que o seu pai e os seus tios, que também possuem terras perto da sua terra, cavaram muitos ossos e artefatos humanos. Ele também mencionou que a arqueologia tradicional não aceita esta descoberta, e que toda a sua família foi ameaçada. Tem-lhe sido repetidamente dito para manter este segredo e não falar para o público em geral. Ele escreveu dois livros sobre os gigantes, um chamado The Giants, Children of the Stars e The Giants and the Culture from the Stars, que tem muitas fotografias.” 
Luigi diz:
th“As pessoas que vêm à minha casa para ouvir sobre o Povo das Estrelas, querem uma certeza, a prova de que isto não é uma fantasia, mas a verdade. Esta realidade está escondida, enterrada, até que foi descoberta e  vendida, ocultada, destruída, sem respeito pela história de Sardenha. Espero que possamos manter esta história em segurança até que possamos lidar com isto com extremo cuidado, porque é também a história de toda a humanidade.
Falar sobre os Giants estimula muita curiosidade, mas também muito cepticismo. É verdade que é difícil imaginar uma outra realidade diferente da que conhecemos. Mas a partir de 1997, os nossos meios de comunicação italianos tem lentamente começado a falar sobre isto nas suas transmissões. Em Sardenha, começamos a ver esta realidade nas nossas transmissões de 2003. É um facto que têm sido descobertos ossos enormes em todo o mundo. No México, em Atenas, África e outros países.
Alguns de nós na Sardenha acreditam que as nossas construções chamadas Nuraghi são os próprios túmulos destes “gigantes”. Mas isto ainda não foi reconhecido oficialmente.”
Está muito próximo o dia em que será revelada em toda a sua glória a verdade das nossas origens e da história deste planeta, e quando isso acontecer, irá mudar tudo. Terá que ser aceite o facto de sermos ETs, provavelmente híbridos, que viemos de outro lugar que não a Terra, e que somos capazes de sair e regressar às estrelas sempre que desejarmos.
Vejam as fotos do porto espacial e da nave a serem construídos em Elephant Butte, no Novo México.
http://prisaoplanetaria.com/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo