30 de abr de 2015

VOCÊ SABIA QUE O DIA AGORA SÓ CORRESPONDE A 16 HORAS? ENTENDA POR QUE O TEMPO ESTÁ ACELERADO

Nenhum comentário:

VOCÊ SABIA QUE O DIA AGORA SÓ CORRESPONDE A 16 HORAS?
ENTENDA POR QUE O TEMPO ESTÁ ACELERADO:


Tempo é o desgaste da matéria. E a matéria está sendo desgastada mais rapidamente devido uma maior quantidade de energia chegando do centro da galáxia e acelerando mais rapidamente as partículas atômicas, havendo, portanto, mais desgaste de matéria e, consequentemente, aceleramento do tempo.
A Terra gira em torno do Sol, o Sol gira em torno da estrela Alcione, e essa estrela gira em torno do núcleo (buraco negro) da nossa galáxia, a Via Láctea.
Em 2012 (como disseram antecipadamente os Maias) esses corpos celestes se alinharam entre si (como se houvesse uma reta na linha do equador da Terra que passasse pelo equador do Sol, e de Alcione e do núcleo da galáxia. Todos esses astros estão na mesma altura; ninguém mais alto nem mais baixo). Daí há mais chegada de partículas subatômicas aqui na Terra, como os neutrinos que viajam tão rápido quanto a luz. Essas partículas são energia pura que aceleram o movimento dos átomos aqui na Terra. Assim, os átomos vibram mais rapidamente. Seria como se tivéssemos uma panela no fogo com água fervendo; se você triplica o tamanho da chama do fogão, a água ferve e evapora mais rapidamente devido estar ganhando mais energia; e como ela recebe mais energia, ela se vaporiza mais rapidamente apesar de continuar fervendo aos 100°C e é mais rapidamente consumida, durando menos tempo (o tempo de 'vida' dela foi acelerado). É isso que estamos vivendo na Terra: muita energia chegando e movendo os átomos com mais velocidade, e isso acelera o tempo (consumação da matéria). Os átomos que formam nossos relógios (e tudo o que é matéria) estão acelerados igualmente.....por isso, os relógios continuam marcando dias com 24 horas, mas essas horas são menores com relação ao tempo de antes. Atualmente, o dia compõe-se de apenas 16 horas quando considerado o tempo anterior a esse aceleramento.

Se você entendeu, compartilhe e fale nos comentários se você também sente que o tempo está acelerado..

http://www.projetoportal.org.br/noticias/12-ciencia/32-entendendo-a-ressonancia-de-schumann.html



Estímulo demais, concentração de menos. Estamos enlouquecendo nossas crianças

Nenhum comentário:

Vivemos tempos frenéticos. A cada década que passa o modo de vida de dez anos atrás parece ficar mais distante: dez anos viraram trinta, e logo teremos a sensação de ter se passado cinquenta anos a cada cinco. E o mundo infantil foi atingido em cheio por essas mudanças: já não se educa (ou brinca, alimenta, veste, entretém, cuida, consola, protege, ampara e satisfaz) crianças como antigamente:
  • O iPad, por exemplo, já é companheiro imprescindível nas refeições de milhares de crianças;
  • Em muitas casas a(s) TV(s) fica(m) ligada(s) o tempo todo na programação infantil – naqueles canais cujo volume aumenta consideravelmente durante os comerciais – mesmo quando elas estão comendo com o iPad  à mesa;
  • Muitas e muitas crianças têm atividades extra curriculares pelo menos três vezes por semana, algumas somam mais de 50 horas semanais de atividades, entre escola, cursos, esportes e reforços escolares.
  • Existe em quase todas as casas uma profusão de brinquedos, aparelhos, recursos e pessoas disponíveis o tempo todo para garantir que a criança “aprenda coisas” e não “morra de tédio”;
  • As pré escolas têm o mesmo método de ensino dos cursos pré vestibulares. 
Tudo está sendo feito para que, no final, possamos ocupar, aproveitar, espremer, sugar, potencializar, otimizar e, finalmente, capitalizar todo o tempo disponível para impor às nossas crianças uma preparação praticamente militar, visando seu “sucesso”. O ar nas casas onde essa preocupação é latente chega a ser denso, tamanha a pressão que as crianças sofrem por desenvolver uma boa competitividade.
Porém, o excesso de estímulos sonoros, visuais, físicos e informativos impedem que a criança organize seus pensamentos e atitudes, de verdade: fica tudo muito confuso e nebuloso, e as próprias informações se misturam fazendo com que a criança mal saiba descrever o que acabou de ouvir, ver ou fazer.
Além disso, aptidões que devem ser estimuladas estão sendo deixadas de lado:
  • crianças não sabem conversar
  • não olham nos olhos de seus interlocutores
  • não conseguem focar em uma brincadeira ou atividade de cada vez (na verdade a maioria sequer sabe brincar sem a orientação de um adulto!)
  • não conseguem ler um livro, por menor que seja.
  • não aceitam regras
  • não sabem o que é autoridade.
  • pior e principalmente: não sabem esperar.
Todas essas qualidades são fundamentais na construção de um ser humano íntegroindependente e pleno, e devem ser aprendidas em casa, em suas rotinas.
Precisamos pausar. Parar e olhar em volta. Colocar a mão na consciência, tirá-la um pouco da carteira, do telefone e do volante: estamos enlouquecendo nossas crianças, e as estamos impedindo de entender e saber lidar com seus tempos, seus desejos, suas qualidades e talentos. Estamos roubando o tempo precioso que nossos filhos tanto precisam para processar a quantidade enorme de informações e estímulos que nós e o mundo estamos lhes dando.
Calma, gente. Muita calma. Não corramos para cima da criança com um iPad na mão a cada vez que ela reclama ou achamos que ela está sofrendo de “tédio”. Não obriguemos a babá a ter um repertório mágico, que nem mesmo palhaços profissionais têm, para manter a criança entretida o tempo todo. O “tédio” nada mais é que a oportunidade de estarmos em contato conosco, de estimular o pensamento, a fantasia e a concentração.
Um lindo texto da cientista que virou mãe que postei na minha página recentemente fala disso com até mais propriedade que eu, embora ela creia que o mundo tá sofrendo de adultismo enquanto eu acredito fundamentalmente que sofremos de infantolatria. Mesmo discordante, sugiro a leitura, essa moça pensa a fundo antes de sair postando. E sugiro também que leiamos todos, pais ou não, “O Ócio Criativo” de Domenico di Masi, para que entendamos a importância do uso consciente do nosso tempo.
E já que resvalamos o assunto para a leitura: nossas crianças não leem mais. Muitos livros infantis estão disponíveis para tablets e iPads, cuja resposta é imediata ao menor estímulo e descaracteriza a principal função do livro: parar para ler, para fazer a mente respirar, aprender a juntar uma palavra com outra, paulatinamente formando frases e sentenças, e, finalmente, concluir um raciocínio ou uma estória.
Cerquem suas crianças de livros e leiam com elas, por amor. Deixem que se esparramem em almofadas e façam sua imaginação voar. O clima da casa também agradece,
Amor e gratidão
http://www.paisqueeducam.com.br/2015/04/28/estimulo-demais-concentracao-de-menos-estamos-enlouquecendo-nossas-criancas/

O Homem que trocou de Dimensão

Nenhum comentário:
O Homem que trocou de Dimensão
Gustav Ferdinand Von Kelps, foi um físico e matemático alemão que teve a "sorte" de ser uma das pessoas com a morte mais extraordinário do planeta. Nascido na cidade de Nuremberg, em 1905, cresceu em uma família de classe média alta. Seus pais o encorajaram desde a infância para ser desenvolvida no campo da física e da matemática. Ele sempre foi o aluno que se destacou em classe, inteligência e curiosidade. Seu avô lhe ensinou matemática avançada depois da aula. Sua curiosidade não tinha limites.

Aos 14 anos, ele desenvolveu um dispositivo que foi capaz de lançar uma bola de luz (Nunca ninguém conseguia entender o seu funcionamento) a uma distância de cerca de 50 metros. Seus pais preocupados que invenção (como era um perigo para Gustav e aqueles ao seu redor), aproveitando-se de uma noite quando o menino estava dormindo, destruiu a máquina e jogou-o no rio Pegnitz.

Ele sempre foi um garoto solitário, que gostava de ser trancado em um quarto na casa que ele chamou de "laboratório", tinha poucos amigos e andava sempre acompanhado com um livro debaixo do braço. Era o garoto estranho da escola e do bairro. Quando eles tinham a idade de 25 anos, sabia mais do que seus professores acadêmicos da Universidade de Hamburgo. Isso trouxe mais um problema, pelo simples fato de que na classe média, desafiando professores com teorias que, em seguida, descobriu que eles foram bem sucedidos. Seus professores tinham medo de que Gustav, que refutar um problema matemático em sala de aula, e não têm a capacidade de discutir com ele.

Aos 26 anos, ele publicou alguns trabalhos técnicos e gerais sobre espaço, tempo, matéria, filosofia, lógica, a simetria ea história da matemática. Ele foi um dos primeiros a conceber a possibilidade de combinar a relatividade geral com as leis do eletromagnetismo. Em 05 de abril de 1942, ele morreu de uma maneira incrível.

Como tem registrado com o jornal alemão Nürnberger Zeitung Gustav Ferdinand Von Kelps deixou seu trabalho de laboratório Wëllishburng ao meio-dia, ele caminhava para casa (que vive sozinho), cumprimentou seu vizinho como de costume e trancou-se no "seu laboratório ". Ela nunca mais foi visto.

O arquivo da polícia (número 1209834) declara que, para as habilidades feitas no local, Gustav estava trabalhando em um projeto de "segredo" para a apresentação do Instituto de "Matemática e Física Quântica em Munique", quando ele acendeu uma máquina que emite raios (a polícia nunca dizer que os raios foram tratados, porque o experimento foi feito em tempos de Segunda Guerra Mundial) que o vizinho pode testemunhar que ele viu a luz que entrava pela janela do laboratório e senti um zumbido (como quando fervido a água na caldeira). Em seguida, um projecto de forte jogou cerca de 12 ou 14 metros de distância. Os investigadores da polícia não podia acreditar no que testemunhas declarou: Um feixe de luz violeta, rajadas de vento, tocando no ar (dores de cabeça profundas após o incidente) ... etc.

O interior do laboratório estava quase intacto, papéis espalhados e apenas alguns vidros quebrados. O corpo científico nunca foi encontrado. Mas o caso mais interessante é quando três meses após o estranho evento, novos inquilinos foram acomodando os móveis da casa. Quando de repente ver (4 testemunhas coincidem na mesma) picar uma cabeça para a parede que lhes deu bom dia e desapareceu instantaneamente. Os inquilinos testemunhou sob juramento que 4 ou 5 vezes viu a figura estranha travessia de parede a parede. Depois de Gustav fotografias mostram toda certeza que eu era a pessoa que veio através da parede.

Eles decidiram chamar investigadores, cientistas, várias cidades para encontrar uma explicação para o que aconteceu. A comissão de inquérito foi formada e depois de estudar o caso durante dois meses, concluiu:

Gustav era a única pessoa que sabia o que estava passando. De alguma forma estranha, ele conseguiu superar o tempo eo espaço e passar para outro plano dimensional.

Todos concordamos que o físico e matemático ainda está vivo em outro lugar (dimensão), porque quando aparece, normalmente cumprimenta e fala com os habitantes atônitos do lugar.
Em uma ocasião, um investigador foi surpreendido pelo aparecimento de Gustav ao longo da parede, disse: Olá e Gustav respondeu: Olá! ¿Bom dia para descobrir coisas novas, não? O pesquisador estava tão perplexo que, quando ele conseguiu responder, Gustav tinha ido embora.

Conclusão: Não é apenas viver em outro lugar, mas a cada pouco parece e fala com os visitantes do site. Quando perguntado uma vez Gustav, se fosse em outra dimensão. Ele apenas disse:

Não se preocupe comigo, eu estou em um lugar que você, eventualmente, descobrir e uma vez que você visitar ... não vai querer voltar.

Tradução: google translator

Fonte:http://mparalelos.com/site
http://misteriosarquivados.blogspot.com.br/2015/04/o-homem-que-trocou-de-dimensao.html

Conselho de Ética alemão quer legalizar incesto entre irmãos

Nenhum comentário:

Recomendação foi feita esta quarta-feira, em comunicado, depois de ter analisado o caso de dois irmãos que tiveram quatro filhos

Por: Redação / SS    |   há 2 horas

O Conselho Nacional de Ética da Alemanha quer legalizar os relacionamentos sexuais entre irmãos, depois de ter analisado o caso de um homem que teve quatro filhos com a irmã. A recomendação foi feita esta quarta-feira, em comunicado, depois de uma votação entre os membros do Conselho. 

«O incesto entre irmãos parece ser muito raro nas sociedades ocidentais, de acordo com os dados disponíveis, mas os que vivem nesta situação descrevem como esta é difícil face ao castigo que podem receber», lê-se no comunicado. 


A recomendação surge depois da análise da história de Patrick Stuebing, um caso muito mediático na esfera pública alemã. 


Stuebing foi adotado quando era criança e apenas conheceu a irmã, Susan Karolewski, quando já tinha 24 anos. Os dois apaixonaram-se e mantiveram uma relação que resultou em quatro filhos. 


No entanto, a história de amor foi interrompida em 2008: o alemão foi detido por incesto. Apesar dos apelos ao Tribunal Constitucional e ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, Stuebling teve de cumprir uma pena de três anos de prisão. 


A mulher só conseguiu a custódia do filho mais novo e os outros três foram entregues aos serviços de ação social. Aqui, importa referir que dois dos quatro filhos têm um atraso mental, mas que não se sabe se o incesto está na origem do facto. 


As relações sexuais entre irmãos ou entre pais e filhos são proibidas pela legislação da Alemanha, mas, agora, o Conselho de Ética veio a público pedir a abolição desta lei, defendendo que a questão da consanguinidade não pode ser suficiente para criminalizar estas relações. 


«O Conselho de Ética teve conhecimento de casos de meios-irmãos que não cresceram juntos que só se conheceram quando já eram adultos. Essas pessoas sentem que as suas liberdades fundamentais são violadas e forçadas ao secretismo» lê-se no texto do Conselho. 


Na votação que antecedeu o comunicado, a chairman do Conselho, Christiane Woopen, esteve entre os 14 membros que votaram a favor da abolição da lei. Nove pessoas votaram pela manutenção da mesma e duas abstiveram-se. 


A recomendação já está a provocar reações das vozes mais críticas. 


A porta-voz do partido de Angela Merkel, Elizabeth Winkermeier-Becker, reagiu, afirmando que a abolição da lei seria um sinal contra a proteção das crianças. 


«Abolir a criminalização do incesto seria completamente contra a proteção do desenvolvimento saudável, sem distúrbios, das crianças», justificou, em declarações ao «Deutsche Welle». 


http://www.tvi24.iol.pt
http://julearauju.blogspot.com.br/



29 de abr de 2015

Adolf Hitler ganhou a "guerra".

Um comentário:
Adolf Hitler ganhou a "guerra".

Me estranha ainda hoje ter que bancar a “tia do maternal” para aqueles que me escrevem questionando minha forma de retratar o “serviço da agencia espacial americana”, vulgarmente conhecida como NASA pela sigla NAZI, (pros íntimos).

Quem me pergunta, sequer tem a curiosidade de pesquisar na WEB, de ler sobre o assunto ou até mesmo buscar em outras fontes (livros, por exemplo) sobre o tema. Falta o que? Preguiça de ler vários textos? Acha que não vai entender nada? É mais fácil perguntar a “tia Laura”?

Por isso estamos tão devagar... 

Tudo bem, eu sei que tem muita gente chegando agora depois de anos de hibernação e não sabe nem por onde começar a pesquisar, ou encontrar o fio da meada para desembaraçar isso tudo, eu até entendo, mas daí a ficar “intrigado” porque eu faço essa ressalva nos textos, é demais. Que falta de iniciativa!

Vamos lá. Tia Laura vai resumir o todo em algumas partes. Mas só darei uns links. Não vou pegar sua mão para desenhar. Busque você mesmo a resposta!

Após a Segunda Guerra Mundial, final de 1945, russos e americanos retornaram com seus investimentos pra casa. A fase de experiências acabou e todas as coisas que deveriam ser “inventadas e apresentadas ao publico” agora teriam um propósito, como novos foguetes, projetos de aeronaves, medicamentos e aparelhos eletrônicos e cirúrgicos.

NAZISTA trazidos pelos USA.
São 104 engenheiros e oficiais de inteligência da “máquina de guerra nazista” - mentes brilhantes - trazidos para a America com a pseudo desculpa de interrogá-los sumariamente e depois devolve-los a sua terra natal – Alemanha.

Os doutores nessa foto foram financiados pelos negativos. Todos tiveram contato com funcionamentos de discos voadores (Foo Fighters), armas de feixe de partículas / laser e tudo mais que desenvolveriam todo avanço esperado para o novo século.

A NASA e a CIA absorveram essa tecnologia e agora estão liberando a conta gotas para os estúpidos humanos alienados de tudo, que sempre ficarão espantados com o avanço tecnológico feito por nós, macacos...

Harry Truman em setembro de 1946 criou o então "Projeto Paperclip".
O projeto tem uma estratégia nada original, e ainda hoje é muita usada pelos políticos; documentos falsos - para "limpar" "lavar" arquivos - no caso de referências nazistas - com finalidade de manter esses seres cruéis, servidores do terror, "legalmente" no país para efeito de mídia.

Operação Paperclip trouxe por volta de 1.500 pessoas entre alemães - cientistas, técnicos e engenheiros nazistas  e de outros países - para os Estados Unidos.

E por volta de 1955, mais de 760 cientistas alemães já tinham cidadania americana e gozavam de posições de destaque na comunidade científica mundial. Ou seja, a NAZI tinha uma base de conhecimento e tecnologia num só lugar.

Allen Dulles chefe da unidade de inteligência nazista na CIA deu inicio a tantos outros projetos resultantes de experiências comprovadas na guerra com cobaias humanas. Uma delas é o famoso MK-Ultra. Mas não menos importante que o projeto alcachofra e operação midnight e outros.

O nazista Wernher von Braun; de 1937 a 1945 - foi o diretor técnico do centro de pesquisa do foguete Peenemünde, onde sua invenção – [o foguete V-2] brilhantemente devastou a Inglaterra – e dando continuidade a bela carreira a favor da aniquilação humana, Von Braun desenvolveu maravilhosos mísseis guiados para o Exército dos EUA sendo promovido (inevitavelmente) a diretor do Marshall Space Flight Center - NASA. 

Ele se tornou uma celebridade nos anos 50 e início dos anos 60, como um dos maiores especialista apresentado no "World of Tomorrow" (mundo de amanhã) nos estúdios Disney em 1970. As crianças amavam aquela destruição toda.

Foto que estava em poder do segurança pessoal de Hitler - Otto Skorzeny
e foi divulgada por ele recentemente quando moribundo.
 KURT Blome; cientista nazista de alta patente fez experiências em 1943 com vacinas virais em prisioneiros de campos de concentração. Julgado em Nuremberg, em 1947, sob a acusação de praticar eutanásia (extermínio de prisioneiros doentes) e realização de experimentos em seres humanos, foi absolvido e ganhou destaque em Camp David, Maryland, sobre a guerra biológica. 

O cara sabia matar humanos com química que era uma beleza. Perito nesse assunto, em 1951 foi contratado pelo Exército dos EUA - Chemical Corps - para trabalhar com guerra química. Isso porque Nuremberg tinha péssimos promotores públicos...

Considerando a carga de fluoretos (fluoreto de sódio) em água potável e pasta de dentes, você com certeza pode já estar em negação sobre esses fatos, mas não ligue pra isso, vamos em frente, um dia você desperta.

Fluoretos - segundo comunicado dos governos - são usados na água para a prevenção da "cárie dentária". Mas o que o velho Kurt descobriu em tempos de guerra, foi que flúor adicionado na medida certa na sua água e pasta de dentes faz com que você se torne psicologicamente e fisicamente plácido, apático, caaalminhuuuu... 

(será que aumentaram a dose nas ultimas passeatas?)

Reinhard Gehlen foi um general alemão que atuou como chefe da inteligência Militar Nazista (CIA deles) durante a Segunda Guerra Mundial. Gehlen é considerado uma lenda entre espiões da Guerra Fria.

Mas antes da guerra acabar foi “demitido” (acredite) por Hitler sem aviso prévio ou garantia de férias. Gehlen danado da vida com isso, foi trabalhar para os Estados Unidos criando uma rede de espionagem contra a União Soviética empregando numerosos ex – oficiais da Gestapo e através da criação de campos de trânsito e emissão de passaportes falsos, aOrganização Gehlen ajudou mais de 5.000 nazistas a deixar a Europa e mudar todo o mundo de endereço, foram todos residir nas belas praias da América do Sul e Central. Ótimo local para passar as férias merecidas.

Outro projeto que foi gerado a partir de Paperclip foi MK-ULTRA, projetado para derrotar o "inimigo" em suas técnicas de lavagem cerebral que funciona muito bem até esse momento. Um laboratório secreto foi criado e financiado pelo diretor da CIA,Allen Dulles, em Montreal, Canadá na Universidade McGill, no Instituto Memorial Allen, liderado pelo psiquiatra Dr. Ewen Cameron

Técnicas utilizadas pelo Dr. Cameron incluem choque elétrico, privação do sono, implantação de memória, inibição da memória, alteração sensorial, experimentos com drogas psicoativas, e muitas práticas que você não gostaria de saber, mas que estão em pleno uso a cada momento da sua vida.

Como podemos ver – com riqueza de detalhes, pois isso está aberto ao publico, é muito fácil de achar – Hitler ganhou a “guerra”. Ele não se “suicidou”. Um otário foi posto no lugar dele. Estouraram sua cabeça para não rolar um “self” com algum soldado animado. Sem um rosto, qualquer um pode ser Hitler. Mas o danado do Adolfinho, ao contrário do que pensam, estava vivinho até 1997 curtindo um solzinho nas Américas e pegando uma corzinha com umas mulatas (é sério).

George H. Scherff - Assistente nazista de Nicolas Tesla.
Tesla tinha seus assuntos tantos financeiros e legais supervisionados por seu associado mais próximo, George H. Scherff. Infelizmente, Tesla não sabia que seu “ajudante” e seu filhinho, o “Junior” Scherff, eram nazistas e roubavam todas as invenções e dinheiro que ele poderia juntar.

Foi em 1938 que Hitler enviou o garoto de 14 anos de nome George H. Scherff Jr. para a América para espionar o grande inventor. Tesla não gostava dele, o chamava de “George o curioso”, pois vivia fuxicando suas coisas.

Muitas invenções de Nikola Tesla foram patrocinadas por governantes do mundo, desenvolvidas através de programas secretos. Entre elas a ideia de corrente alternada (AC) - energia eletromagnética - motores elétricos – geradores – bobinas -transmissão de rádio e elétrica sem fio etc

Que tal Wireless em 1899? – ainda não, muito cedo.
Tesla construiu uma torre de transmissão de energia sem fio ("Wardenclyffe", Shoreham, Long Island) com recursos aplicados pela JP Morgan

Mas quando Morgan entendeu as implicações geradas pela torre, uma delas de que poderia transmitir ondas de energia elétrica e de rádio sem fios e livre de impostos, cancelou rapidamente o projeto e desmontou a torre vendendo a para sucata. Morgan não estava disposto a permitir que o mundo recebesse gratuitamente eletricidade, televisão e rádio. Tesla ficou arrasado quando recebeu a notícia, mas continuou com suas novas invenções.

Capitalismo com energia livre? Isso não faz sentido. O sistema econômico tradicional contém 3 aspectos: capital, bens e serviços – e essa “coisa” de “grátis” não entra nessa equação.

É a economia, não a ciência o fator principal. 
Ao analisar a história da humanidade é compreensível que algumas invenções não devam ser trazidas ao publico tão precocementemas a conta gotas, como uma “novidade”.

Tesla acreditava que se tornaria possível aproveitar a energia diretamente por "conexão com a própria natureza" anunciando um plano para o "motor de raios cósmicos". Quando perguntado se esse seria mais poderoso que radiômetro do Crooke, ele respondeu, "milhares de vezes mais poderoso!."

A intenção de Tesla foi condensar a energia presa entre a Terra e sua atmosfera superior e transformá-la em uma corrente elétrica. Ele imaginou o sol como uma imensa bola de energia elétrica, com carga positiva, com um potencial de cerca de200 mil milhões de volts. A Terra, por outro lado, é acusado de eletricidade negativa. 

Devido ao tamanho do planeta, é como um condensador, que mantém as cargas positivas e negativas para além, usando o ar como um material não condutor, como um isolante.

Tesla morreu de maneira “não natural”, pobre e esquecido num arquivo qualquer como tantos outros do seu naipe. Faz parte do jogo. Ele quis jogar.

O jovem pentelho George H. Scherff Jr. do qual Tesla não gostava, não nasceu nos Estados Unidos, era alemão. E como nesse “mundo de faz de conta” tudo é possível, ele se tornou o 41º presidente dos Estados Unidos em 1989.

Pois é... o NAZI safado é o George HW Bush. (o pai)
Volte lá em cima e veja a foto de família guardada pelo segurança de Hitler.

Se você também não acredita nisso... o que eu posso fazer? Que tal começar a pegar todos links e pesquisar? Eu não vou mais desenhar com você! Esquece.

laura botelho



http://bloglaurabotelho.blogspot.com.br/



28 de abr de 2015

A maior diferença entre os Reptilianos e os Anunnaki

10 comentários:
A maior diferença entre os Reptilianos e os Anunnaki 

É perfeitamente compreensível que os humanos, não sabendo de fato coisa alguma sobre as várias raças de seres que permeiam tanto o seu Universo quanto os demais universos, associem os reptilianos com os anunnaki propagando ambos como se fossem a mesma coisa. Se os humanos não sabem quem são os reptilianos e os anunnaki não podem saber a diferença entre eles. A baboseira humana de que os reptilianos e os anunnaki são a mesma coisa fica desvairada na medida em que se os humanos não sabem quem são os reptilianos e os anunnaki para que possam dizer que são diferentes também não podem dizer que são iguais ou fazer qualquer tipo de associação entre estes, mas dizem e fazem. Para os humanos não há diferença entre os extraterrestres do Antigo Egito e os dos sumérios e entre os reptilianos e os anunnaki e existe um torpe pacto de ignorância coletiva onde todos que querem falar de vida extraterrestre colocam reptilianos e anunnaki no mesmo saco.
Os reptilianos e os anunnaki não atuaram e não atuam da mesma forma na Terra e para entender a atuação de cada um é necessário esclarecer a diferença entre ambos. A primeira diferença entre ambos é que enquanto os anunnaki são deste Universo onde vivem os humanos os reptilianos são de outro universo criado pelo mesmo Criador deste Universo. Os reptilianos são geneticamente puros – existe a raça reptiliana como primordial – e os anunnaki são híbridos de reptilianos com humanóides, uma criação dos próprios reptilianos. Tudo o que foi trazido e deixado pelos anunnaki na Terra com os sumérios tem sua identidade própria por serem os anunnaki seres extraterrestres, mas tudo isso não é como o trazido e deixado pelos reptilianos na Terra com os antigos egípcios. Sendo os reptilianos os criadores e os anunnaki as criações naturalmente haverá diferença entre ambos. O propósito dos reptilianos no Antigo Egito foi um e o propósito dos anunnaki com os sumérios foi outro.
Os reptilianos vieram à Terra para desenvolvê-la e os anunnaki para explorá-la. O propósito dos reptilianos vai além do propósito dos anunnaki, pois o propósito dos reptilianos era cumprir sua função no Universo e desenvolver (criar) mundos, aí aprimorando geneticamente a raça humana. Os humanos precisaram ser geneticamente modificados para que pudessem virar gente. Os anunnaki vieram à Terra meramente para explorar; recolheram o que puderam e se foram. Os reptilianos vieram, se instalaram e continuam até hoje, não da única forma como os humanos conseguem compreender – a forma do corpo físico de um réptil -, mas de outras formas, principalmente seguindo o princípio da invisibilidade. Neste sentido não se trata da invisibilidade referente ao corpo físico invisível, mas de não ser notado. Como para os humanos o Eu Interior de um ser é o seu Eu Exterior, os humanos acham que os reptilianos não estão na Terra simplesmente porque não veem lagartos verdes bípedes de 2 metros andando pelas ruas.
O Antigo Testamento é um livro anunnaki e diz respeito aos anunnaki. O deus bíblico do Antigo Testamento é um deus anunnaki. Tudo o que consta no Antigo Testamento é relacionado ao contato de homens com os anunnaki. Os anunnaki vieram para explorar o ouro do planeta Terra e o povo que os recebeu e os serviu voluntariamente nesta empreitada foi o povo judeu. Os humanos regozijaram-se em servir aqueles que para eles eram deuses poderosos e assim serviram de mineradores aos anunnaki extraindo ouro de minas na Terra. O ouro era depositado em caixas de ouro que foram trazidas pelos anunnaki e depois as caixas eram carregadas pelos humanos diretamente para as naves dos anunnaki, às quais ficavam em cima de montes. As caixas de ouro que foram trazidas pelos anunnaki eram todas iguais e de mesmo tamanho e uma dessas foi deixada pelos anunnaki com os humanos como lembrança da aliança feita entre os humanos e os anunnaki e eis aí a Arca da Aliança.
O judaísmo religioso é, portanto, uma religião dos anunnaki. Já o cristianismo religioso é uma religião reptiliana e esta é uma das razões pelas quais há tanta diferença entre o judaísmo religioso e o cristianismo religioso. Para entender o que é o cristianismo dos reptilianos é preciso transcender a patifaria do maniqueísmo. Uma pessoa que vive separando pessoas e extraterrestres em bons e maus não chegará a lugar algum. Aquilo que os reptilianos fizeram no Antigo Egito com a religião continuam fazendo no mundo todo através do cristianismo. O cristianismo é a continuação da religião do Antigo Egito e todo reptiliano encarnado na Terra obrigatoriamente terá uma relação íntima com o cristianismo. A grande diversidade que há na Terra em todos os meios resulta das ações de diversas raças extraterrestres na Terra. Reptilianos, anunnaki, pleiadianos, andromedados etc., cada raça extraterrestre criando à sua imagem e semelhança e trazendo religião ao planeta.
Ao analisar o nascimento de uma egrégora religiosa é preciso compreender que o grande Deus Criador não se manifesta para alguém do nada, conforme histórinhas religiosas tentam fazer crer. As histórinhas de que uma pessoa à toa andava por aí à toa e de repente tem uma experiência espiritual onde recebe toda a sabedoria espiritual e a missão de fundar uma religião são apenas lorotas. Usando a racionalidade naquilo que é bom e entendendo que a religião é uma reação compreende-se que há a necessidade de uma ação e que a religião não brota do nada, não é algo que simplesmente sai da terra pulando e ganhando vida. A humanidade não tem força e poder para criar uma egrégora religiosa. Todas as grandes religiões da Terra foram fundadas por seres extraterrestres e algumas inclusive remontam a eras passadas. O cristianismo é de fato anterior ao judaísmo, apesar de que a história humana diga o contrário. A força do Cristo da Terra existe na Terra antes da encarnação de Jesus e é anterior ao judaísmo.
Os gigantes mencionados na bíblia eram anunnaki. Não existem reptilianos gigantes. Os gigantes da bíblia tinham um pouco mais do que 6 metros, enquanto que os reptilianos grandes têm cerca de 3 metros. Os reptilianos têm mais preocupação com a vaidade do que os anunnaki. Não é misticamente perfeito ser extremamente alto como eram os anunnaki. Há diferença também na vestimenta dos reptilianos e dos anunnaki. De um lado – o reptiliano – percebe-se a beleza e a magnitude das vestimentas dos faraós e do clero da Igreja Católica Apostólica Romana e de outro – o anunnaki – a grosseria e a rudeza dos sumérios. Em termos de face, enquanto os reptilianos abominam pelos faciais – os faraós e os imperadores romanos não cultuavam barba e bigode – os anunnaki deixam pelos nos rostos, trazendo à tona a grosseria e a rudeza da parte humanóide de sua genética. De mesma forma quanto mais humana a mulher mais esta sentirá apreço por homens com pelos nos rostos. Pelo no rosto é coisa de humanos.
A estrutura morfológica dos anunnaki é uma só e são semelhantes a humanos. A principal diferença entre um anunnaki e um humano é o seu olhar e olhando diretamente para um percebe-se pelo que este emana de seu olhar que o mesmo não é humano. Os reptilianos possuem diversas estruturas morfológicas e as diferenças dizem respeito à casta à qual pertencem. Quanto mais da realeza mais belo será o reptiliano. Existem reptilianos bípedes cujo corpo se assemelha ao de um humano, apenas havendo diferença na cor e na textura da pele. Neste caso a pele tem uma cor semelhante à cor verde em sua tonalidade mais escura e em relação à textura alguns podem ter a pele mais lisa, como a humana, e outros a pele mais escamada, como a de um jacaré. Quanto mais real for a linhagem de um reptiliano menos sua aparência causará repulsa. Existem reptilianos bípedes que possuem uma cauda e se parecem com uma serpente. Estes são mais esguios, involuídos e causam mais repulsa porque emanam mais animalidade.
reptilianos bípedes, com corpos fortes e que possuem uma cauda volumosa, assemelhando-se a um jacaré. Existem várias estruturas morfológicas de reptilianos, mas apenas uma de anunnaki e a diferença é visível. Os reptilianos são mais unidos do que os anunnaki, até porque possuem um universo natal, e todos se veem como fazendo parte da raça reptiliana. Os anunnaki não possuem uma terra natal que possa embutir em cada anunnaki um instinto nato de unidade. Os reptilianos, mesmo encarnados como humanos, procuram-se nos universos, ainda mais quando se trata de uma linhagem real. Em termos de reprodução, os reptilianos sabem que somente um rei e uma rainha podem gerar um rei ou uma rainha, pois a questão da genética interfere diretamente na reprodução reptiliana. Os anunnaki, como são criações, não possuem um DNA primário real que possa ser preservado através dos tempos, de forma que não se interessarão, não se dedicarão e não saberão tanto sobre genética quanto os reptilianos.
Os anunnaki olham para baixo para ver coisas como os humanos; os reptilianos olham para cima para ver Deus. Os atributos do deus do Antigo Testamento são atributos dos anunnaki; o deus que se ira, se vinga, amaldiçoa, pune e se confunde com os próprios humanos. Apesar de que o cristianismo tenha em tese se originado do judaísmo a diferença entre tais religiões é gritante. O Novo Testamento traz uma religião completamente distinta da religião do Antigo Testamento, não apenas porque a egrégora espiritual é outra, mas também porque se trata de outra raça extraterrestre. A diferença entre os reptilianos e os anunnaki pode ser vista de várias formas; o universo de onde vieram, seu DNA, porque vieram à Terra, o que fazem no Universo, sua estrutura morfológica, sua política e seu conhecimento, mas não há diferença maior e mais real do que a diferença entre o que a humanidade tinha com o deus do Antigo Testamento e o que a humanidade passou a ter com Jesus, o Cristo.




Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/
https://rudyrafael.wordpress.com/

O que somos na verdade? Onde começa o ser humano e onde começa a sociedade?

Nenhum comentário:
O que somos na verdade? Onde começa o ser humano e onde começa a sociedade? 

Sei que vivemos condicionados… somos produtos do sistema, alienados, cegos, seguindo conceitos que nem sabemos de onde saiu… O que somos na verdade? apenas produto do meio? neste caso é o que parece, não existe mais nada? Onde começa o ser humano e onde começa a sociedade? Sei que é uma questão muito antiga, mas queria ouvir de vc.”
– Nenhum de nós é absoluto. Convivemos com nossos limites (ainda que nos posicionemos muito aquém deles) e não temos plena consciência de até ond
e respondemos condicionamentos ou agimos em liberdade. As fronteiras são sutis, quase imperceptíveis na maioria das vezes.
Por mais “despertos” que estejamos, continuamos expostos à nossa própria dualidade, à contradição que nos habita, carne, espírito, mente, consciência, corpo, sangue, ossos e a natureza que anseia a transcendência, em conflito, inquietude, buscando sem saber que busca, querendo sem a consciência do que quer.
Isso faz parte da natureza humana e por alguma razão carregamos em nós, sempre, o rescaldo de um combate de mundos, espirito, corpo, consciência, mente, até que a pergunta, essa que você me fez, nos obrigue a pararmos, questionarmos e encararmos a resposta com coragem, especialmente porque ela é individual:
“Onde EU começo como ser humano e onde a sociedade começa em MIM?”. “O que SOU na verdade, apenas produto do meio?”.
Trata-se de uma questão individual porque quanto mais se enxerga, quanto mais se questiona, quanto mais percebe, mais claro que vivemos na "caverna de Platão", em um mundo de sombras, ecos, reflexos e condicionamentos.
Afinal, onde começa o ser humano e onde começa a sociedade?
A consciência é a fonteira. A sua consciência.
Nossa natureza humana reflete a sociedade e vice versa. Nos influenciamos de formas absolutamente sutis, subliminares, é difícil identificar a fronteira, mas, acredite, é possível.
A resposta mora em cada mundo, em cada sociedade, em cada universo que nos habita, que somos nós e se completa em cada escolha, em cada movimento de consciência.
Até que deixemos de ser, um a um, produtos do sistema, cegos, seguindo conceitos que nem sabem de onde vem, até que, caminhantes, pacientes, nos enxerguemos e conheçamos quem de fato somos, nossa própria verdade, a verdade que finalmente nos libertará. 


Flávio Siqueira 



Três é demais?

Nenhum comentário:
A questão da semana é o caso do internauta que reclama da mulher. Diz que na época do namoro ela se mostrava liberal e dizia que faria sexo a três ou a quatro sem problemas. Mas depois do casamento, se mostrou conservadora e nem quer falar sobre o assunto.

Para os jovens dos anos 60, a geração que ficou conhecida por seu interesse em sexo, drogas e rock and roll, e cujo slogan favorito era make love, not war, o sexo vinha indiscutivelmente em primeiro lugar. A busca era por uma gratificação sexual plena. A liberdade sexual foi o traço de comportamento que melhor caracterizou o Flower Power.


Havia a contestação dos costumes e dos padrões de nossa sociedade judaico-cristã, nossas tradições e preconceitos. Enfim, nossas instituições sociais. A palavra de ordem era “drop out” – cair fora do “sistema”, já que havia a recusa do modo de vida convencional.


Desde então entramos num processo de profunda mudança das mentalidades e novas formas de se viver o amor e o sexo se tornam cada vez mais comum. O sexo a três é uma prática bastante procurada por pessoas solteiras, mas também por muitos casais. Entretanto, nem sempre as coisas são simples.


A conhecida sexóloga americana Ruth Westheimer publicou, em 1995, em sua coluna de jornal, um carta de um homem idoso envolvido com sua esposa e a viúva de seu melhor amigo (falecido pouco tempo antes). Os três gostavam de fazer sexo a três, mas havia uma dificuldade com o sexo oral: a viúva gostava dele, mas a esposa nunca o havia praticado e se ressentia por ele estar sendo realizado.

A sexóloga afirmou então que estas situações são muito delicadas, por isso, ele deveria desistir da prática. “Ao contrário, acho a situação ao mesmo tempo normal e tocante. A viúva está buscando uma família para compensar sua perda. Ela quer prosseguir sua vida sexual e revigorou a vida sexual do casal. Agora, os três têm de conversar sobre o que cada um desejava, e temia, nos últimos quarenta anos. Isso é ruim, Dra. Ruth?” , perguntou uma leitora.

Para reforçar a ideia do sexo a três, o americano Robert Wright, estudioso do tema, afirmou que descobriu, em uma pesquisa, que “os humanos não são uma espécie que se liga aos pares. As mulheres são promíscuas por natureza, desejando mais que um parceiro, e os homens são ainda piores.”


Contudo, para a grande maioria essa prática sexual ainda parece estranha. Afinal, fomos condicionados ao mito do amor romântico, no qual duas pessoas se transformam numa só, havendo complementação total e nada lhes faltando. Fomos ensinados a acreditar que não é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo, que quem ama não sente desejo sexual por mais ninguém, que o amado é a única fonte de interesse do outro.


Esse ideal amoroso começou no século 12, mas ficou à margem do casamento, até meados do século 20. É o amor desejado por homens e mulheres.

Mas podemos observar sinais de que o amor romântico começa a sair de cena, levando com ele a idealização do par romântico, a ideia dos dois se transformarem num só, e consequentemente a ideia de exclusividade. Outras formas de amor, aos poucos, vão se tornando possíveis.

“O amor tem tantas faces quantas tem uma pessoa. Não somos seres com uma única dimensão, nossa identidade não é um produto unificado e acabado. Temos necessidades variadas e contraditórias que às vezes se expressam em diferentes envolvimentos com diferentes pessoas, sem se esgotar numa única forma. Há relacionamentos amorosos baseados no compromisso e em projetos comuns (casamento), outros com ênfase no aspecto erótico, outros em afinidades intelectuais ou outras, alguns sobrevivem às distâncias e ao tempo, outros exigem proximidade, e assim por diante.” , diz a psicanalista Noely Moraes.


O desejo crescente, que se observa em homens e mulheres, de participar de uma relação amorosa a três é provavelmente consequência da diminuição do ideal de fusão com uma única pessoa, característica do amor romântico.


O comportamento sexual evolui após as vanguardas apontarem tendências e arriscarem novos caminhos. As escolhas do passado não são irreversíveis. Aos que resistem às mudanças, desacreditando em novas formas de viver, é importante lembrar que há cem anos os casais mantinham relações sexuais com luz apagada e sob lençóis.


Hoje práticas, que só eram usuais nos bordéis, fazem parte da intimidade das famílias mais respeitadas. Há 50 anos era impensável uma moça deixar de ser virgem antes do casamento. Agora, isso não é nem discutido; muitos namorados dormem juntos à vista dos próprios pais.


Entretanto, penso que da mesma forma como ocorre com qualquer outra prática sexual, o sexo a três só tem sentido se as pessoas envolvidas o desejarem.

Em hipótese alguma deve ser praticado para agradar o outro ou para corresponder a expectativas que não estejam diretamente ligadas ao prazer sexual. Caso contrário, podem surgir mágoas e ressentimentos. O preço para a relação pode ser tão alto, a ponto de inviabilizá-la.

eginanavarro.blogosfera.uol.com.br/